PROCEDIMENTOS

Estudo do Líquor

Estudo do Líquor

O exame do líquido cefalorraquidiano (LCR) ou líquor vem sendo utilizado como ferramenta diagnóstica desde o final do século XIX, contribuindo para o diagnóstico de doenças neurológicas. Além do diagnóstico, a análise do LCR permite o estadiamento e o seguimento de processos vasculares, infecciosos, inflamatórios e neoplásicos que acometem, direta ou indiretamente, o sistema nervoso. Não há preparo específico para o exame do LCR. O paciente pode alimentar-se normalmente e não deve estar fazendo uso de medicação anticoagulante ou de drogas que interfiram na coagulação sanguínea.

Eletrocefalograma

Eletroencefalograma

O eletroencefalograma (EEG) é um exame indolor e não invasivo, que é realizado com a distribuição simétrica de pequenos sensores adesivos (aproximadamente, 20 eletrodos) na cabeça do paciente. Seu objetivo é detectar e gravar alterações elétricas cerebrais. Por exemplo: assimetrias entre os hemisférios cerebrais esquerdo e direito, atividade lenta e ondas com padrões anormais.
A partir das variações de voltagem que cada eletrodo detecta, formam-se traçados semelhantes a ondulações. Esse registro recebe o nome de encefalograma, o qual pode ser impresso em papel ou observado pelo examinador na tela do computador. Em breve, disponibilizaremos este exame.

Painel genético

Painel Genético

Pacientes acompanhados (acima de 18 anos) com suspeita diagnóstica de distrofia muscular de cinturas ou doença de Pompe (fraqueza muscular progressiva, de predomínio proximal, ou seja piora nos ombros e no quadril ou aumento de enzimas musculares, que não seja melhor explicado por outra condição) poderão realizar painel genético para estas condições de forma gratuita (via programa de doenças raras).

TIRE SUAS DÚVIDAS

Obrigado pelo envio!